SIGFOX Maker Tour Lisboa

sigfox maker tour

Olá a todos!

No final de Janeiro recebi um convite para participar no evento em que tenho grandes expectativas: o SIGFOX Maker Tour Lisboa. O evento irá decorrer na próxima quinta-feira (11 de Fevereiro de 2016) no Startup Lisboa. Tenho grandes expectativas porque tenho bastante interesse na Internet of Things, ou “Internet das coisas” e a SIGFOX irá certamente ter um grande influência na evolução do IoT nos próximos anos.

O que é a SIGFOX?

A SIGFOX é uma rede de telecomunicações operada dedicada à Internet of Things. Sendo uma rede operada, os developers de soluções SIGFOX não têm de se preocupar com quaisquer operações de instalação ou manutenção. Isto permite aos developers que se foquem apenas no essencial dos seus projectos.

É uma rede LPWA (Low-Power Wide-Area), actualmente em funcionamento no oeste da Europa, São Francisco e com testes a decorrer na América do Sul e na Ásia. Permite a realização de comunicações bidireccionais, tanto dos como para os dispositivos e a comunicação é sempre iniciada pelos dispositivos.

A rede SIGFOX foi concebida para a transmissão de pequenas mensagens de tempos em tempos, não sendo apropriada para utilizações que necessitem de grande largura de banda. É principalmente direccionada para aplicações tais como sensores remotos ou actuadores que apenas têm de enviar pequenas mensagens umas quantas vezes por dia. Uma vez que a rede também foi concebida para ser eficiente do ponto de vista energético, permite aos developers construir dispositivos conectados que podem operar anos utilizando uma bateria normal.

Que tecnologia é usada pela SIGFOX?

A rede SIGFOX opera nas frequências sub-GHz, nas bandas ISM: 868MHz na Europa/ETSI e 902MHz nos Estados Unidos/FCC. Utiliza uma modulação UNB (Ultra-Narrow Band) que é a chave para fornecer uma rede escalável e de alta capacidade. Com um link de baixo custo de 162dB a rede SIGFOX permite a realização de comunicações com um alcance muito maior que o GSM.

Não é necessária qualquer negociação entre o dispositivo e a estação receptora: os dispositivos simplesmente transmitem na banda de frequência disponível, sendo o sinal detectado pelas estações base mais próximas, descodificado e depois reencaminhado para o backend da rede. Operações de protocolo como a desduplicação (e outras) são suportadas pela própria rede. As mensagens são depois reenviadas para as aplicações dos developers e disponibilizadas utilizando a API da SIGFOX.

Cada mensagem transmitida é autenticada utilizando um mecanismo de codificação e uma chave privada específica do dispositivo, oferecendo assim grande protecção contra ataques de replay.

Que tipo de mensagens são enviadas?

Cada mensagem contém até 12 bytes (96 bits) e cada dispositivo pode enviar até 140 mensagens por dia. Os cabeçalhos dos pacotes já incluem um timestamp e um identificador único do dispositivo. O limite de 140 mensagens por dia é imposto pelas normas europeias, que indicam que o uso da banda de 868MHz está sujeito a um duty cycle de transmissão de 1%. Uma vez que cada mensagem pode demorar até 6 segundos até ser enviada o limite máximo é de 6 mensagens por hora.

Fixe! Como posso começar?

Uma vez que ainda não fui ao evento ainda não sei 😛 Mas fiquem atentos a este blog porque assim que souber mais informações farei uma nova publicação. Por agora, a única coisa que sei é que são necessárias 3 coisas:

  • Um módulo transceiver compatível com SIGFOX;
  • Uma subscrição válida. A maior parte dos kits de avaliação vem com uma subscrição de um ano;
  • Estar numa área com cobertura SIGFOX (Ver a cobertura actual aqui)

Já agora, um representante da SIGFOX enviou-me um pequeno mapa com a cobertura na zona de Faro e fiquei bastante surpreendido com a cobertura da rede. A maior parte da região à volta da cidade de Faro é coberta por mais do que 3 estações base! 😀

sigfox cobertura faro

O que vai acontecer no evento?

sigfox workshop

O objectivo do evento será apresentar a tecnologia SIGFOX à comunidade Maker e apoiar os developers no desenvolvimento de novas soluções. O evento irá durar metade de um dia, das 2 às 6 da tarde.

O evento irá começar com uma apresentação, seguida de uma demonstração, um workshop, algumas bebidas e para finalizar, regressar a casa com um kit de avaliação SIGFOX (placa de desenvolvimento + subscrição de 1 ano)! 😀

Também recebi informação de que o kit que será oferecido aos participantes será uma placa Akeru da Snootlab:

placa akeru

placa akeru

placa akeru

A placa é essencialmente um Arduino Uno com um modem SIGFOX de 868MHz integrado.

Queriam ir ao evento mas agora é tarde demais?

Não se preocupem. Haverão mais eventos a ser anunciados num futuro próximo, não necessariamente no mesmo formato, No dia 12 de Fevereiro de 2016 o SIGFOX Maker tour ruma ao UPTEC, no Porto (inscrições fechadas), e no dia 16 de Fevereiro ruma ao FabLab Londres (inscrições ainda abertas!). Consultem a agenda da SIGFOX regularmente aqui.

Mais informações

Para saberem mais sobre a SIGFOX podem consultar as fontes que usei para recolher alguma da informação que usei para escrever esta artigo:

Depois do evento irei fazer um novo artigo sobre o mesmo. Por isso, fiquem atentos e vão seguindo o blog para novas informações acerca da rede SIGFOX e Internet of Things! 🙂


Achou esta publicação útil? Deseja contribuir para outros projectos envolvendo ciências computacionais, electrónica, robótica ou mecatrónica que serão publicados neste blog? Se sim, pode fazer uma doação utilizando o botão do Paypal abaixo. Obrigado! 🙂

Donate