Como usar o Piklab com o Tiny PIC Bootloader

 
O Piklab tem nas suas funcionalidades alguns interfaces de programação para diversos programadores, tais como o Tiny Bootloader. Para configurar o interface basta ir a “Settings > Configure Programmers… > Tiny Bootloader” e depois é necessário definir a porta série  e as suas definições específicas. No meu caso, uma vez que uso um cabo conversor USB-série (vejam o meu post anterior sobre como fazer um  Cabo Conversor USB-série LVTTL de baixo custo (1,85€)), configurei-o com os seguintes dados:
 
  • Selecção da porta: /dev/ttyUSB0
  • Específico > Velocidade da Porta: 19200
  • Específico > Timeout: 300
  • Específico > No de Tentativas: 5
tinybldlin.jpgpiklab_step1.jpgpiklab_step2.jpgpiklab_step3.jpgpiklab_step4.jpg
 
Após terminar as configurações para a ligação série basta carregar em “Aplicar” e está tudo pronto. Para programar é necessário ir a “Programmer > Program”. Não se esqueçam de clicar no botão de reset da placa de desenvolvimento para fazer reset ao PIC e iniciar o bootloader quando o desejarem programar.
 
Fácil, não é? Sim, mas nem sempre funciona 🙁 . Tive essa configuração a funcionar durante algum tempo quando usava o Ubuntu 11.04 Natty Narwhal e uma versão do Piklab que não me lembro qual era mas desde que actualizei a versão Oneiric Ocelot e uma nova versão do Piklab, a interface de programação do Tiny Bootloader deixou de funcionar. Contudo, há outra maneira fácil de usar o Tiny Bootloader com o Piklab.

Esta alternativa envolve instalar a aplicação de programação do Tiny PIC Bootloader, Tinybldlin.
 
Para instalá-la pode-se fazer o download do pacote .deb daqui: tinybldlin-0.6.6_all.deb. De seguida é necessário abir a consola, entrar na pasta onde se encontra o ficheiro .deb e executar o seguinte comando:
sudo dpkg -i tinybldlin-0.6.6_all.deb
Podem usar o Tinybldlin como uma aplicação para programar os vossos microcontroladores PIC ou como um terminal de porta série para qualquer projecto. Contudo, estar constantemente a mudar entre as janelas do Piklab e o Tinybldlin pode ser aborrecido e pouco eficiente, pelo que vamos usar a interface de linha de comandos do Tinybldlin para defini-lo como um “Custom Programmer” ao piklab. Mais uma vez, temos que ir a “Settings > Configure Programmers…” mas agora escolhemos a opção  “Custom Programmer” e na linha “Program” insira
tinybldlin -port /dev/ttyUSB0 -baud 19200 -file %O
NOTA: Não se esqueçam de mudar a porta série para o endereço da vossa porta série.
 
E é tudo. Agora podem usar o Piklab com o Tiny Bootloader novamente. PEssoalmente, mesmo que tivesse o interface para o Tiny Bootloader original do Piklab, continuaria a usar a segunda opção porque tem a vantagem de abrir uma pequena janela a indicar quando é que o botão de reset deve ser carregado. Ah, e não se esqueçam de escolher o programador certo nos vossos projectos do Piklab.
 
Espero que tenha ajudado! Boa sorte nos vossos projectos com microcontroladores PIC! 🙂

Achou esta publicação útil? Deseja contribuir para outros projectos envolvendo ciências computacionais, electrónica, robótica ou mecatrónica que serão publicados neste blog? Se sim, pode fazer uma doação utilizando o botão do Paypal abaixo. Obrigado! 🙂
 

Donate



  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • LinkedIn
  • Reddit
  • Delicious
  • StumbleUpon
  • Digg
  • RSS
  • Email
  • Print